quinta-feira, 16 de novembro de 2017

COMUNICADO DE IMPRENSA: Maputo acolhe primeira edição da Semana das Artes

A cidade de Maputo vai conhecer um movimento artístico diferente durante oito dias, de 25 de Novembro a 2 de Dezembro de 2017. Trata-se da primeira edição da “SEMANA DAS ARTES”, realizada pela Vice Versa Ideias, com o patrocínio do BCI, o evento vai convergir várias artes em diferentes espaços da cidade.

A riqueza e a diversidade do trabalho criativo e cultural de Moçambique já reclamava um evento que faça convergir os criadores e as obras, assim como aliar o amor pela arte ao negócio que este sector representa. Essa é a principal razão para a realização, pela primeira vez na capital do país, da Semana das Artes, pela Vice Versa – Ideias, com a organização do Movimento Literário Kuphaluxa, Design Talk, Casa das Artes e Núcleo de Estudantes da Escola de Comunicação e Artes (NEECA), com o patrocínio do BCI.
A Semana das Artes que ora se anuncia, arranca já no próximo dia 25 de Novembro e vai até 02 de Dezembro de 2017, e ocupará vários espaços, desde o bairro (Chamanculo) até os sítios habituais de convívio com arte, nomeadamente, o Museu Nacional de Arte, o Centro Cultural Brasil-Moçambique, e o DEAL – Espaço Criativo.
Este evento que conta ainda com as parcerias da Escola Superior Técnica, da UP, Xiluva Artes e do Gil Vicente Café-Bar, terá um programa diversificado, a constituir uma montra maior da produção artístico-cultural, quer por parte de artistas, estudantes de artes e empresas de áreas criativas, a destacar, espectáculos de música, teatro, feiras de artesanato, livro, disco e gastronomia, exposições de pintura e fotografia, cinema e encontros criativos, lançamentos de livros e ainda uma acção de responsabilidade social, os passeios de bicicleta e a pé pelo bairro de Chamanculo, com o ideal de recolher donativos para a construção de uma biblioteca em benefício daquela comunidade suburbana.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Resultados de Pesquisas Discutidos na Conferência Internacional da TB

TB2017
Teve início na passada terça-feira (07.11), em Maputo, a Conferência de Tuberculose (TB) sob o lema: Inovações, Desafios e Soluções no Controlo da TB, organizada pelo Ministério da Saúde (MISAU) através do Instituto Nacional de Saúde e a Direcção Nacional de Saúde Pública/Programa Nacional de Controlo da Tuberculose em colaboração com a Sociedade Americana de Microbiologia, Agência Norte Americana para o Desenvolvimento Internacional, PEPFAR e FHI360. 

Procedendo com as notas de boas-vindas, o director do Instituto Nacional de Saúde, Ilesh Jani, referiu que o evento tem como objectivo fazer a partilha de resultados de pesquisas e actualizações nas directrizes de rastreio e detecção de casos, diagnóstico, monitoria e tratamento tuberculose, assim como promover uma oportunidade de diálogo entre os vários intervenientes que trabalham nesta área.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Governo de Moçambique compra viaturas de luxos em tempos de crise

Capa do Jornal Canal de Moçambique, Edição de 01.11.2017
Governo de Moçambique anunciou, através do jornal notícias, a aquisição de 45 viaturas de luxos,
facto que foi amplamente criticado pela imprensa nacional.  Os preços das viaturas requeridas pelo executivo variam de 1.350.000,00 a pouco mais 11 milhões de meticais por unidade. Constam dos lotes viaturas como Mercedes-Benz modelo S400; Toyota Land Cruiser 200, VX, Station; Ford, modelo Ranger 3.2, Ford, modelo Wildtrak 3.2, cabine dupla e Hyundai, modelo Accent 1.6cc,

Estas aquisições acontecem num momento em que o país atravessa por uma crise financeira, tendo o novo governador do Banco de Moçambique, Rogério Zandamela, afirmado que “sem doadores problemas de 2016 continuarão em 2018”.

Na sua edição de 31 de Outubro, o jornal O País Online avança que: 
“A compra de 45 viaturas representa um custo de 118.096.251,14MT aos cofres do Estado é feita num ano em que o Governo assumiu a racionalização da despesa pública e priorização de afectação de recursos para sectores económicos e sociais.
Mas a realidade mostra o contrário. Por exemplo, no Orçamento deste ano o governo prevê gastar 132 milhões de meticais com a compra de autocarros de transporte público, praticamente o mesmo valor das viaturas que vão servir apenas 45 dirigentes”.

sábado, 28 de outubro de 2017

Parlamento Catalão aprova declaração de independência

Foto: Yves Herman - Reuters
O parlamento catalão aprovou, nesta sexta-feira (27.10), a resolução com vista a declaração unilateral da independência. A votação foi feita de forma secreta, a qual apurou 72 votos a favor, dez contra e dois em branco, num órgão composto por um total de 135 deputados.

Contudo, vários deputados revelaram o seu sentido de voto. Os deputados do Ciutadans, PSC e o PP catalão, que se opõem à independência abandonaram o parlamento antes do início da votação.

Nas ruas de Barcelona, a população pôs-se a celebrar a vitória de “sim”. Reagindo no twitter, o Presidente do Governo central, Mariano Rajoy, pediu tranquilidade a todos os espanhóis referindo que “o Estado de Direito vai restaurar a legalidade na Catalunha”, e pouco depois o Senado aprovou o artigo 155, com 214 votos a favor, 47 votos contra e uma abstenção. Com a aprovação deste artigo, Madrid pode avançar para a anulação da autonomia da Catalunha.

Fonte: ntatenda

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Inquérito de Indicadores de Imunização, Malária e HIV/SIDA, 2015 – Relatório Final

O presente relatório resume os resultados de Inquérito de Indicadores de Imunização, Malária e
HIV/Sida em Moçambique (IMASIDA 2015), conduzido pelo Instituto Nacional de Saúde (INS) e o Ministério de Saúde, em colaboração com o Instituto Nacional de Estatística (INE). O inquérito contou com a assistência técnica da ICF, através do Programa de Inquéritos Demográficos e de Saúde (Programa DHS). A assistência técnica adicional foi proporcionada pelo CDC (Centers for Disease Control and Prevention) dos Estados Unidos da América, através do seu escritório em Moçambique. O inquérito foi financiado pela Agencia dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) através dos fundos da Iniciativa do Presidente dos Estados Unidos para o Controlo da Malária (PMI), Fundo Global (FG – Rondas 8 e 9), Organização Mundial de Saúde (OMS), Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF), Aliança Internacional para Saúde/Universidade de Washington (HAI/UW), Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP), Conselho Nacional de Combate ao HIV e SIDA (CNCS), através do seu Fundo Comum e Plano de Emergência do Presidente dos Estados Unidos para o Alívio da SIDA (PEPFAR), através do CDC.  Baixe AQUI o relatório final do IMASIDA

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Fundação MASC e OSCs Lançam “Votar” para Garantir Participação e Transparência nas Eleições

Foto: Fundação MASC
A Fundação MASC em coordenação com seis organizações da sociedade civil lançou na última Terça-Feira (17) o projecto “Votar Moçambique” que visa essencialmente garantir a observação eleitoral e a participação dos cidadãos nas próximas eleições. O projecto contempla 4 componentes, nomeadamente: Observação jornalística eleitoral, Formação e desenvolvimento democrático para o engajamento da cidadania, Promoção da paz no quadro do processo eleitoral e pesquisa.

O projecto, que é liderado pelo Centro de Integridade Pública (CIP), conta para além da Fundação MASC, que concede apoio institucional e logístico, com a participação do Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE), Fórum Nacional das Rádios Comunitários (FORCOM), Instituto para a Democracia Multipartidária (IMD), WLSA e o Centro de Capacitação e Aprendizagem da Sociedade Civil (CESC). Cada uma destas organizações, na sua área de especialidade, vai liderar e operacionalizar os programas definidos em coordenação com outras organizações da sociedade civil e cidadãos.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

UEM Torna Público o Edital dos Exames de Admissão para o Ano 2018

A Lei n°27/2009, de 29 de Setembro (Lei do Ensino Superior) estabelece, na conjugação do artigo 22 com o Artigo 23, n°5, alínea a), que constitui condição de acesso ao primeiro ciclo de formação do Ensino Superior, corresponde ao grau académico de Licenciatura, a conclusão com aprovação da 12ª Classe do Sistema Nacional de Educação ou equivalente. A Universidade Eduardo Mondlane (UEM) estabelece os Exames de Admissão como critério de selecção, sem prejuízo de outros factores de ponderação fixados na Lei. Assim, torna público que irão decorrer, de 08 a 12 de Janeiro, numa única época e com uma, os exames de admissão a UEM.
Baixa AQUI o edital.